Monday, May 9

“Kingdom of Heaven“ de Ridley Scott


O novo filme de Ridley Scott – “Reino dos Céus” situa-se no séc. XII, época algo controversa das cruzadas, onde assistimos a uma guerra que ainda hoje permanece acesa. A personagem principal, Balian (Orlando Bloom) depara-se com o seu verdadeiro pai, o barão de Ibelin (Liam Neeson) e com a sua luta, a defesa do rei de Jerusalém, Balduíno IV e o seu povo. Rumando à terra santa, Balian encontra todo o tipo de pessoas, as sedentas de poder, mas também as com honra e dignidade, estas características das personagens são bem evidentes e marcam o filme. Apesar da guerra entre cristãos e muçulmanos, o que fica é o desejo de paz e a noção de que o que importa realmente são as pessoas e não apenas um pedaço de muro ou terra. A película está repleta de actores conhecidos: “Tiberias” (Jeremy Irons), “Reinaldo” (Brendam Gleeson), “Hospitalario” (David Thewlis) e “Rei Balduíno IV” (Edward Norton). Algumas das personagens são verdadeiramente históricas, mas outras são ficcionadas para um melhor realce das facções religiosas nomeadamente entre as ordens cristãs. Só como exemplo a personagem Balian existiu de facto, a maior divergência com o filme consiste na sua posição social, era de facto um lorde francês e não um simples ferreiro, mas para uma maior dramatização criou-se a personagem do seu pai o barão e toda a historia com ele associada, no entanto ficou efectivamente reconhecido pela defesa da cidade de Jerusalém.
O filme é épico sim, algumas cenas de guerra, mas acho que perde por alguns momentos parados e por algumas frases bem curtas do argumento dadas ao personagem central, apesar de Orlando Bloom ter conseguido este papel (esteve inicialmente destinado a Paul Bettany e Goran Visnjic), acho que está aquém das suas capacidades, acaba por ser um papel pouco exigente e acaba por não ser reconhecido por isso. A minha opinião é que o que fez, fez bem, mas o papel é a meu ver muito limitado, não sendo seguramente um filme para actores. Não deixa de ser um filme agradável de ver, nem que seja para lembrar que há coisas mais importantes que o poder.

2 comments:

Alberto Gonçalves said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Alberto Gonçalves said...

oi Tzipporah! Volto a comentar o k comentei, mas mal!
como já não me lembro de tudo o que disse,este vai ser + curto!
O filme é fantástico e acho que me muitos aspectos se assemelha ao "Gladiator"!Orlando Bloom ta mto bem, embora o argumento realmente o deixe um pouco apagado!
4 stars!Bjs Tzipporah