Friday, March 25

Anjos e Demónios-parte 2

Como já seria de esperar devorei este livro em poucos dias! Antes de dizer seja o que for quero aconselhar qualquer pessoa que não tenha lido Dan Brown e tenha agora esse ímpeto a ler primeiro este livro e só depois o "Código Da Vinci".
Este livro enquadra-se profundamente nos moldes do "Código Da Vinci", ou seja a trama e o desenvolvimento da trama desenrolam-se numa velocidade tremenda e num curtíssimo espaço de tempo. Juntando os dois livros obtemos na melhor das hipóteses 3 dias! O que torna os livros muito interessantes não havendo tempo nem sequer para desviar o olhar!
Sobre o código não vou falar, mas sim sobre o primeiro livro da saga de Robert Langdon! Toda a acção se passa em Roma e o ambiente é frenético com a eleição de um novo papa pelo colégio cardinalício! O assunto não podia estar mais actualizado face à grave condição de saúde do actual pontífice! É óbvio que vou ficar por aqui em termos de relato do livro porque penso que seria um crime estar para aqui a estragar o prazer de um futuro leitor.
Agora abordando um tema mais geral queria falar sobre o suposto ataque à igreja católica que estará muito presente neste livro! Bom...já muita gente se pronunciou mas a minha sincera opinião é a de que este livro abre novos caminhos para a compreensão da religião por parte dos mais cépticos. Eu sou uma pessoa bastante céptica e foi com uma certa relutância que raciocinei em determinadas direcções e pude verificar que nada é tão linear como se pode pensar! Este livro expõe um passado da Igreja Católico Romana que foi por muitas vezes manchado por traições, quebras de juramentos sagrados, conspirações ou seja um manancial de podres que nem a própria Igreja se recusa a refutar! Se quisermos analisar por esse ponto estou em crer que há razões para não aprovarem o livro porque acho que ninguém gosta de relembrar do que de mau se passou. Mas por outro lado não mostra um continuum, uma continuação do passado em direcção a um futuro! Por isso custa me compreender certas opiniões! Este livro traz à consciência o impacto profundo que esta organização teve e tem na construção do mundo o que por vezes torna extremamente difícil de tomar uma opinião concreta.
É um bom livro com temas actuais que vão desde a física das partículas aos altos níveis da espiritualidade e é nesta gama de riqueza de assunto que o livro ganha peso... Quando se acaba de ler Dan Brown é como se uma fonte de energia se esgotasse e é incrível a quantidade de coisas que se aprende com os seus livros! Arquitectura, pintura, geografia, história, literatura, política...
Não me querendo repetir aconselho vivamente a leitura a cépticos, a crentes, a hibrídos porque acaba sempre por valer a pena. Toda a gente pode sair mais enriquecida com esta leitura.

1 comment:

Tzipporah said...

Pois estou completamente de acordo, a Igreja é um fenómeno de massas e como tal há coisas difíceis de compreender e de aceitar..daí os dogmas...mas realmente o livro pode muito bem servir para esse tipo de reflexão...confesso que já me cansei de o fazer..a conclusão para mim é sempre a mesma. O Homem como ser é duvidoso e como tal a fé é algo muitas vezes induzida, por isso cada pessoa rege-se pelos seus princípios e pode viver feliz à mesma, acreditando ou não na Igreja, Deus ou o que fôr.